Anatta e a Arte Oceânica

Já fazem alguns anos que criei este blog para compartilhar a Arte Oceânica. Sem conseguir descrevê-la com sinceridade, acabei por não atualizá-lo com a frequência que gostaria. Lembro-me de uma vez quando vi um sannyasin compartilhando este link e me aborreci demasiado com o fato. Hoje sei que era porque me sentia desnudada ao expor meus escritos que sempre  qualifiquei como insatisfatórios para expressar a real experiência oceânica e criativa. Ao ler e reler meus textos os achava desinteressante diante da vivência que me levou a escrevê-los e depois porque a Arte Oceânica evocava para mim profundidade a qual não transitava com naturalidade no campo dos pensamentos. Agora ficou claro que me faltou rendição porque a Arte Oceânica não é "minha" obra mas fruto de uma mediunidade que não compreendia completamente. Por sensibilidade mediúnica criei a maior parte da obra poética musical e para um artista isso não é fácil admitir, As melhores criações eram oriundas destes momentos em que nada sou. Quem é capaz de tomar nossas mãos e escrever por nós? "busquei perguntei implorei saber o que não sabia..."(trecho de música autoral)
Encontrei assim o sentido do nome artístico - Anatta Nadeen - que ilusoriamente foi "minha" criação, Mas, quando assumo que, em muitos momento de reflexão, também é o inconsciente que se revela, encontro finalmente os fundamentos para  arte mística e iniciática que produzo, muitas vezes até dormindo.

ALVORECER - gravação demo



A música Alvorecer foi criada num momento de muita tensão onde, ao buscar o silêncio do observador, ela brotou como uma flor. As imagens fotográficas foram feitas ao longo dos últimos anos produzindo arte e as filmagens foram feitas no Festival de Ganesh, agosto de 2016, em Pune, Índia. A edição do presente vídeo foi realizada com os limitados recursos de edição caseira.


Vamos Celebrar - Gravação Demo

O Projeto Anatta Osho Mystery School está recorrendo ao investimento colaborativo como forma de obter recursos para produzir a Arte Oceânica que fundamenta a criação da escola de criatividade e meditação.  Queremos implantar uma programação itinerante com apresentações multimídia vivenciais, workshops e retiros para difundir as meditações ativas integradas ao exercício da arte.. Neste processo, a seleção natural dos integrantes do grupo de integrante da ousada montagem artistica, alinhados pela meditação para compor o corpo criativo da "escola da alegria". Contamos com pessoas que querem incentivar a arte genuina que nunca se separou da espiritualidade, que proporciona alegria e sensibilidade, contamos com você que receberá benefícios incríveis ao participar , veja os vídeos da campanha, acesse o link e conheça melhor nosso projeto.






Esta gravação demo (áudio) foi realizada em 2007 quando minha voz havia sido afetada por problemas nas cordas vocais. Nota-se a tamanha imaturidade vocal. No entanto, a letra transmite a  experiência de desabrochar que agora se torna mais clara com a rendição a Arte Oceânica.


Osho - O medo de se expor - Audio em Português

Meu medo...

Toda certeza é carregada por pessoas ignorantes e são estas as que crucificam, envenenam e enforcam. Enquanto dúvida, eu sou arte, enquanto buscadora, eu sou meditação e devota de um sábio iluminado(aos meus olhos)...Mas isso parece ser perigoso para os fundamentalistas e, mesmo no mundo sânias, alguns desses usam suas armas ao se sentirem contrariados em suas certezas.  Calada eu permaneci vendo-os como ameaça, calada eu me oprimi tomada por barulhos que não silenciavam, sempre na dúvida da minha sanidade. Eu temo a ignorância que encontra apoio na cultura violenta machista e vem criando uma juventude inócua em originalidade. Meu medo é igual ao seu medo e me parece que expor é um meio de florescermos juntos. Liberar-se do medo é como tirar um grande peso das costas e poder voar. Este céu que nos aguarda é como água para quem tem sede, Este céu é a originalidade que nos faz únicos e nos trás a vitória de viver. O medo é o único inimigo que temos para vencer, ele é pai da drogadicção e irmão do adiamento. A arma me parece que se chama luz da consciência. Meditemos nisso, em paz.

A Lua e a Mulher


Quando perguntarem a você, mulher, qual seu signo, informe seu signo lunar, isto é, aquele em que a Lua se encontrava no momento do seu nascimento. Isto porque comumente as pessoas, independente do seu sexo, indicam como signo predominante o solar, isto é, aquele onde está o sol no instante de um nascimento. Ao menos é isto que indica os resultados de minhas pesquisas com mapas de mulheres, nos quais a Lua tem mostrado atuação destacada em relação ao Sol. 

Resultado de imagem para lua e mulherOs jornais e revistas que publicam colunas com horóscopos deveriam preparar dois tipos de horóscopos. O tradicional, baseado no Sol, para homens; outro, baseado na Lua, especialmente para mulheres. Os astrólogos que escrevem horóscopos rejeitam minha proposta. Porém, fica o alerta que está no be-a-bá da Astrologia: O Sol é o homem; a Lua é a mulher. Os horóscopos baseados no Sol ficaram populares no início do século XX porque é fácil saber sob que signo o Sol se encontrava no momento do nosso nascimento, posto que aquele astro passa 30 dias em cada signo. Já a Lua muda de signo a cada 2,5 dias. Por isso as mulheres mudam tanto de humor… Por isso as mulheres são de Lua!

Texto de Francisco Seabra - Astrólogo

Música é para a paz...

-->

“Ao experimentarmos a consciência oceânica e sua real fragrância, devemos criar meios para sempre nos lembrarmos quem realmente somos. Isso eu chamo de Arte Oceânica.


O buscador e o resgate da alma.




Navegando por profundos mares encontrei o sentido do Buscador.
De início ele parecia inquieto, insatisfeito com tudo. Mesmo posando de vitorioso, tendo alcançado o que todos cobiçam, o buscador almeja algo e nem sabe exatamente o quê. Uns enfiam a cara nos livros ou no trabalho, acreditando poder encontrar assim o alívio da sua angústia, outros buscam fortes emoções, acreditando que movendo as águas dos sentimentos, estarão de alguma forma livre da monotonia. Haja paqueras para mexer os fluídos! Até perceber que os alvos mudam na aparência mas o tédio permanece sobre as expectativas.

O buscador muitas vezes nem sabe de si o suficiente para conhecer a origem do seu desassossego, mas o que sabemos e que pode ser de muita importância, é que ele foi amputado de sua alma desde a sua infância. Ele deixou de criar a sua vida alinhado ao Ser e passou a ser um instrumento social que acredita que vai ser feliz quando alcançar o status de sua estirpe e talvez encontrar algum tipo de alento para a sua dor de viver sem sentido sem fé na sua própria vida eterna.

Quando digo que muitos de nós foi amputado da alma é por que a alma, razão maior de existência espiritual, ainda flui em harmonia a tudo aquilo que é. Nas águas, nos ventos, nas matas, a alma existe por si só, sem a força negativa do pensamento que o corpo nela impregna. Mas o corpo, o eu corpo(!), fato causal para que ela aterrize neste mundo, está desligado de sua origem espiritual . O buscador inconsciente que se distrai mas não se realiza, adoece frequentemente, sofrendo de alergias, de histerias e outros males de hoje em dia.
O corpo precisa relaxar para a alma nele adentrar mas esse é apenas um primeiro momento do resgate. Para manter-se integrado, corpo e alma precisam se casar, entrar num profundo entendimento. Isso por que a alma não pode fazer concessão por que ela é, e o corpo (fielmente representado pela mente) é  quem vai ter de fazer todos os ajustes necessários para ser o anfitrião de si mesmo e reaver o seu sentido dentro da eternidade.A isso chamamos de desenvolvimento espiritual.
Fazendo-me clara com a palavra escrita, depois de um longo processo, quando caminhei instintivamente em direção a plenitude e minha alma foi clarificada com a arte oceânica, para ser sentida e absorvida. Admito o quanto pode ser difícil a rendição nesta jornada que parece estar intrínseca a condição humana.
Movida pelo simples fluir na existência, sinto-me inteira e convido a todos para a maior de todas as jornadas, "o resgate da alma". À princípio indicando que ela estará na natureza, vamos preparar o corpo/mente para essa integração com a dança,  o canto e a pintura, vamos voltar a nossa inocência de criança espiritual para integrarmos o divino que realmente somos.

Anatta Nadeen

Artespa - Estúdio de Arte Oceânica.

Anatta Osh Mystery Schooll  tem como objetivo oferecer os benefícios da Arte Oceânica e capacitar equipe para atuar alinhada a esta visão criativa da consciência.


O conceito de  Arte Oceânica nasceu em uma jornada de autoconhecimento que culminou na iniciação espiritual, quando recebi o sannyas (nome espiritual) MaDeva Nadeen, cujo o significado se aproxima de mãe divina oceânica. Sannyas é tradição de diversas linhas espirituais na Índia em que o mestre concede ao discípulo meios para o seu desenvolvimento e expansão da consciência. No meu caso recebi, além de inúmeras técnicas de meditação, esse novo nome que serviu de foco em meu caminho espiritual e que inspira a arte terapêutica que desenvolvo.
Dentre inúmeros conflitos existenciais, dilemas filosóficos e vivências que expandiram a minha percepção da vida,  experiencio a luz na criação de uma música,  um poema ou uma pintura, que revelam uma síntese. A cada dia se torna mais claro, através de vivências, os conceitos de  ego, self, consciente, inconsciente e outros da psicologia,  muitas vezes usados equivocadamente pela maioria das pessoas.  

Na condição de autodidata, estudo astrologia, psicologia, terapias holísticas, filosofia e tudo o que pode contribuir para estruturar o conhecimento alinhado  as experiências. Pela  formação no magistério e o estudo de Educação Física, me envolvi com projetos de criação uma nova escola, já que morei durante muitos anos no interior e essa era uma das áreas de grande deficiência. No entanto, sofri o preconceito na condição de artista, quando de alguma forma ficava claro que minha vocação espiritual não era cristã mas a esta não se opõe quanto a fé no amor. Religião para mim  não é  importante já que  o mestre que fundou a escola iniciática, não impôs nenhuma doutrina apenas disponibilizou técnicas de meditação milenares adaptadas ao homem moderno e  nos motivava a reflexão filosófica por ser um filósofo. 
Nos últimos anos trabalhei com a pintura em decoração, interpretação de mapa astral e aplicação de Divine Healing, atividades que também exerci voluntariamente para contribuir com minhas pesquisas.
Recentemente, depois de viver um grande abalo em minha vida pessoal e viver meses na Ìndia, reconheci a necessidade de contribuir com a consciência da espiritualidade, já que somente assim, a arte pode contribuir efetivamente na elevação da qualidade de vida, interferindo positivamente na saúde, educação e na cultura universalista para a humanidade. 
Assumi como missão participar na elevação da consciência humana ao atuar com a Arte Oceânica que expressa a visão iniciática, vivenciada por alguns anos.  O objetivo é facilitar a conexão do indivíduo à consciência cósmica, criando para si mesmo e para todo meio que vivemos, condições de realização de nossos potenciais criativos mais elevados.







A ASTROLOGIA NA ARTE OCEÂNICA.

Vemos na imagem abaixo uma mandala astrológica, elaborada com a finalidade de conduzir a apresentação da astrologia transpessoal. Nesta mandala existem pontos que são marcados por planetas (bolinhas coloridas), representações do masculino e feminino ( bonequinhos) e outras quatro que definem direções.( eu, nós, asas e raízes) Essas marcações, que se alteram conforme a data e hora de nascimento, delineiam características individuais que, normalmente o astrólogo, para interpretar um mapa de nascimento, recorre a arquétipos (modelos) da humanidade para expressar características do indivíduo. No entanto, preciso ressaltar que o mais importante é perceber que trazemos conosco a totalidade, ou seja, todos os signos astrológicos, assim como a genética a cada dia desvenda que cada célula, carrega informações de toda uma espécie e as características individuais (aparências e potencialidades), se evidenciam através da disposição dos cromossomas. Desta mesma forma, a individualidade é percebida com a disposição ou arrumação de cada parte (planetas e etc) dentro do todo ( a consciência oceànica). Daí, existe a dinâmica destas características que ampliam a pesquisa para os diferentes ciclos de vida, gerando novas potencialidades. Assim, cada ser humano trás em si a totalidade e a percepção desta totalidade é a consciência oceânica.

Trazemos em nós todos os signos, uns internamente, outros externamente, uns mais evidentes, outros menos, e a transformação (livre arbítrio) se realiza pela alternância em suas manifestações favoráveis ou desfavoráveis na construção da nossa individualidade. O processo evolutivo descarta-se cada vez mais de bloqueios e condicionamentos adquiridos durante a  fase de crescimento , quando valores e condutas culturais se impõem na nossa formação. 
A arte oceânica é a ação objetiva que vai expressar essa percepção proporcionando momentos de interação com o todo, o alivio de sintomas das desconexões (dores), facilitar a transcendência de bloqueios pessoais através do amor, quer também criar meios para trazer á lembrança de que o outro, o sol, a lua, as estrelas, ou seja, todo meio ambiente, está no meio da gente. 
Por isso que muitos sábios afirmam que o amor é a solução para  os problemas da humanidade pois ele nos faz viver essa realidade através do sentimento e não apenas da racionalização como estamos fazendo agora. Poeticamente, a Arte Oceânica é a arte de amar a vida e dar luz a si mesmo, nos conscientizando que o cosmo, cujo significado é perfeição, está dentro de nós.