Meu medo...

Toda certeza é carregada por pessoas ignorantes e são estas as que crucificam, envenenam e enforcam. Enquanto dúvida, eu sou arte, enquanto buscadora, eu sou meditação e devota de um sábio iluminado(aos meus olhos)...Mas isso parece ser perigoso para os fundamentalistas e, mesmo no mundo sânias, alguns desses usam suas armas ao se sentirem contrariados em suas certezas.  Calada eu permaneci vendo-os como ameaça, calada eu me oprimi tomada por barulhos que não silenciavam, sempre na dúvida da minha sanidade. Eu temo a ignorância que encontra apoio na cultura violenta machista e vem criando uma juventude inócua em originalidade. Meu medo é igual ao seu medo e me parece que expor é um meio de florescermos juntos. Liberar-se do medo é como tirar um grande peso das costas e poder voar. Este céu que nos aguarda é como água para quem tem sede, Este céu é a originalidade que nos faz únicos e nos trás a vitória de viver. O medo é o único inimigo que temos para vencer, ele é pai da drogadicção e irmão do adiamento. A arma me parece que se chama luz da consciência. Meditemos nisso, em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário